Resenha: "O Substituto", de Brenna Yovanoff

quarta-feira, 20 de junho de 2012

O Substituto

O Substituto

Autor: Brenna Yovanoff
Editora: Bertrand Brasil
Lançamento: 2012
333 pág.s
Tradutor: Bruna Hartstein
*Adicione no skoob
Onde Comprar: Extra , Walmart , Saraiva (livro + camiseta)


"Mackie não é um de nós. Ele vive na pequena cidade de Gentry, mas vem de um mundo de túneis e águas escuras e lamacentas, um mundo de garotas-cadáver governado por uma pequena princesa tatuada.
Ele é um Substituto — deixado no berço de um bebê humano há dezesseis anos. Agora, devido a uma alergia fatal a ferro, sangue e solo consagrado, Mackie está morrendo aos poucos no mundo dos homens.
Mackie daria qualquer coisa para viver entre nós. Tudo o que ele deseja é tocar baixo e descobrir mais sobre uma garota estranhamente fascinante chamada Tate. Mas quando a irmãzinha de Tate desaparece, Mackie é irreversivelmente arrastado para o submundo de Gentry, conhecido como Caos."



---x---

"Sonho com campos, túneis escuros, mas tudo é meio confuso.Uma figura sombria me coloca no berço, cobre minha boca com a mão e sussurra em meu ouvido.Shh, diz ela.E, espere.Não há ninguém lá, ninguém está me tocando, e, quando o vento entra pelas frestas da janela, minha pele gela.Acordo me sentindo sozinho, como se o mundo fosse enorme, gelado e assustador.Como se ninguém fosse me tocar de novo."


Olá gente, tudo bom?O blog ficou sem resenha semana passada e agora está de volta com a resenha de hoje que é do mais novo lançamento da Bertrand Brasil, O Substituto.Ele conta a história de Mackie Doyle, que, foi "substituído" e colocado no berço de uma criança humana quando era um bebê, e agora na adolescência, está com alergia a ferro e sangue, e em meio a todos acontecimentos de um jovem normal ainda tem outra dimensão de problemas em sua vida...


"Não.Não era uma crise.Exceto pelo fato de que alguém tinha escrito Aberração na porta do meu armário."


Eu estava esperando muito pelo lançamento deste livro, desde que fiquei sabendo ano passado que The Replacement iria ser lançado pela Bertrand estava quase que contando os dias para poder ler, mas tenho que confessar que infelizmente o livro me decepcionou um pouco, a história não é ruim e nada, mas por conta da capa que é maravilhosa e da sinopse que nos deixa loucos para ler logo pensei que seria o super the best.Os personagens foram cada vez mais me cativando ao longo do livro, no começo não me atraíram, mas até o final Tate, Mackie e outros.


"A verdade pura e simples, é que não se pode entender uma cidade.Pode-se conhecê-la, amá-la e odiá-la.Pode-se jogar a culpa nela, ficar ressentido, mas nada vai mudar.No fim, a gente continua sendo parte dela."


No começo achei que a autora deu algumas "paradas-bruscas", senti como se fosse um dejá-vu de Mackie contando a história(sim, o livro é narrado em primeira pessoa, o que eu gosto muito), imagino como deveria ser a vida, quer dizer, sofrimento de Mackie a alergia a ferro e sangue, desmaiando e passando quando sente cheiro e/ou está próximo de sangue, tendo que pegar maçanetas com um lenço e etc., a autora sempre citava ao decorrer da narrativa essa "alergia".
Com o decorrer da história cada vez mais vamos vendo como é a relação do personagem com a "família e a sociedade normal".


"-Então, o que você está me dizendo é que tem um livro que diz que, se um bando de garotas apodrecidas aparecer na sua casa e começar a fazer arranhões em seus braços, você deve recitar uns dois salmos e elas irão embora?"


Achei bem legal a crítica que a autora fez, que pode ser trazida ao nosso cotidiano de como com o problema e o que acontece de sete em sete anos na cidade, que não vou citar pois será um spoiler, de como diante a esse fato ocorrendo os habitantes da cidade vendo isso acontecer diante dos próprios olhos e não fazendo nada para resolver, melhorar ou acabar com o problema; que podemos associar claramente a nossa própria realidade, de como a política, corrupção, injustiça, preconceito e etc está a nossa frente e a maioria de nós insiste em continuar a ser ignorante e aceitar qualquer porcaria de entretenimento e leis postas a nossa frente.Outra analogia que pode ser feita é de como nós podemos escolher entre dois caminhos, viver nossa vida sem perspectiva e deixar a vida nos levar, ou ser um Substituto e mesmo com um destino traçado, mudá-lo e assim conseguir realizar nossos sonhos.


"A adrenalina percorria meus dedos, formigando em meu sangue.Era assim que uma estrela do rock se sentia."


A parte de design do livro é muito linda a capa é maravilhosa(como disse antes), a arte da contra-capa e das orelhas são muito chiques também, a fonte usada na diagramação do começo de cada capítulo é diferente e de acordo com o estilo do livro também.No book trailer abaixo, da Bertrand, cita que se Poltergeist fosse filmado por Tim Burton o resultado seria O Substituto, mas não entendi, pois no livro não ocorre esse e nenhum fenômeno de levitação e etc.

Book Trailer


Poltergeist (do alemão polter, que significa ruído, e geist, que significa espírito) é um tipo de evento sobrenatural que se manifesta deslocando objetos e fazendo ruídos.
Acredita-se que o foco dessa perturbação é muitas vezes uma criança na fase da puberdade, em geral do sexo feminino. O evento caracteriza-se por estar relacionado a um indivíduo e por ter curta duração. Difere da chamada assombração, que pode-se estender por anos, sempre associada a uma área, geralmente uma casa.
No fenômeno poltergeist um espírito perturbado usa o indivíduo para se manifestar, às vezes de forma agressiva, fazendo objetos como pedras, por exemplo, voarem pelos ares atingindo objetos e outras pessoas. Para a manifestação desse espírito, segundo a literatura espírita, é necessária a presença de um médium de efeitos físicos, ainda que seja completamente alheio à sua faculdade, para que os fenômenos ocorram.



Leiam O Substituto pois vale a pena, vocês irão entrar no mundo da cidade de Gentry, Mackie e de suas aventuras.Comente na resenha, quem sabe rola promoção?

18 comentários:

  1. Oi Gui!
    Que pena que te decepcionou um pouco, triste quando isso acontece.
    Mas eu estou morrendo de curiosidade com este livro. Deve ser muito bom, pena que ando tão pobrinha rs...
    Pela sua resenha também não entendi a ligação feita com o Poltergeist no book trailer.

    Beijos
    Lis - Batalha Literária

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também não entendi, a editora colocou no trailer...

      Excluir
  2. Fiquei completamente alucinado quando do lançamento deste livro. Não pude adquiri-lo por falta de grana, mas sempre este entre minhas prioridades prioritárias. Lendo sua resenha mais me convenço da inevitabilidade de tê-lo em minha estante, seja pela ideia genial, seja pelo gosto pelo fantástico. Sem contar que a capa é uma maravilha a parte. Valeu pela dica e pela maneira legal de se fazer esta resenha. Obrigado!

    ResponderExcluir
  3. É uma história bem intrigante e que me deixou bem curiosa.Também achei a capa maravilhosa.Se o livro fosse filmado por Tim Burton...nossa com certeza iria ver mas também ,pelas resenhas ,não entendi a comparação com Poltergeist.Já ta na minha listinha.
    BJS

    ResponderExcluir
  4. Estou namorando esse livro faz tempo *--*
    A sinopse é muito legal e a capa também chama a atenção!
    Gostei muito da sua resenha, assim já posso ter uma ideia do que esperar do livro. ^^

    Amei as citações. =D

    ResponderExcluir
  5. Gostei da analogia que você disse que esse livro faz. Adoro livros que podemos associar com a realidade não tão diretamente. Espero poder lê-lo logo, me parece interessante. Gostei da resenha!

    ResponderExcluir
  6. A Trama parece ser tão interessante, e a edição também, pena que alguns pontos lhe decepcionaram, mas realmente gostaria de ler. E acho que a associação é mais em relação ào trecho de "-Então, o que você está me dizendo é que tem um livro que diz que, se um bando de garotas apodrecidas aparecer na sua casa e começar a fazer arranhões em seus braços, você deve recitar uns dois salmos e elas irão embora?", com relação a assombração e tal.

    ResponderExcluir
  7. Eita gostei da resenha muito,interessante a história já estou muito curiosa pra saber espero em breve compra lo em que sabe ganhar a sua promo a capa do livro é bem diferente agora da pra ver o porque de ser assim.bitokas

    ResponderExcluir
  8. Trama envolvente e bem estruturada, curiosa para ler o livro....

    ResponderExcluir
  9. Melhor livro do ano, capa linda estória muito legal, sua resenha foi a melhor que li sobre ele , parabéns quero muito agora saiu a capa da continuação e eu to babando !

    ResponderExcluir
  10. Faz tempo que quero ler esse livro, a história é muito interessante, despertou minha curiosidade

    ResponderExcluir
  11. Gostei da sinopse e da resenha. O livro tem uma estória diferente e intrigante.

    ResponderExcluir
  12. Parece ser interessante este livro... É esperar para lê-lo e ter uma opinião sobre o assunto...

    ResponderExcluir
  13. Vale tudo para vender um livro, então o cara do mkt fez milagre? A capa é bem assustadora. Tá com cara de que vai virar filme.

    ResponderExcluir
  14. C-A-R-A-M-B-A.
    INTRIGANTE. Eu chego a estar tremendo de ansiosidade pra ler o livro!!!!

    ResponderExcluir
  15. Concordo com a Dominique. Enredo muito intrigante e, no mínimo, diferente. A capa e título são muito atraentes. Mesmo as resenhas não conseguem contar muito sobre o livro sem lançar spoilers. Tenho de ler!

    ResponderExcluir

 
O Simbolista © 2012 | Designed by Guilherme Cepeda